Bolsonaro admite que não deveria editar nova MP sobre demarcação de terras indígenas

01:53 Geral, Notícias 02/08/2019 - 16h27 Brasília Embed

Sayonara Moreno

Depois que o Supremo Tribunal Federal manteve a decisão do Congresso Nacional de atribuir demarcação de terras indígenas à Funai, o presidente Jair Bolsonaro reconheceu que houve uma falha ao reeditar a medida provisória sobre o assunto.

 

Essa Medida chegou a ser derrubada pelo Congresso Nacional, que manteve a demarcação como responsabilidade da Funai. Mesmo depois disso, Bolsonaro voltou a editar outra medida provisória, contrariando a decisão dos parlamentares. Essa MP que o STF derrubou.

 

Nesta sexta-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a regulamentação do garimpo no Brasil. Segundo ele, o governo prepara um projeto de lei sobre o tema.

 

Bolsonaro também disse que pretende possibilitar a mineração em reservas indígenas, caso haja interesse nesse mercado. A regulamentação do garimpo, no Brasil, é um projeto que precisa passar pelo Congresso Nacional, obrigatoriamente.

 

A Constituição Federal prevê que as atividades minerais em território indígena só podem ser exercidas com essa autorização e se a população que vive no local concordar.

 

A Constituição também considera de uso exclusivo dos indígenas, as reservas tradicionais demarcadas. Isso inclui as riquezas do solo, dos rios, lagos, vegetação e fauna.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique