Justiça condena subsidiária da Vale a pagar R$ 521 mil por incêndio na Floresta de Carajás

01:38 Geral, Notícias 25/08/2019 - 17h35 Brasília Embed

Deográcia Pinto

A Justiça Federal condenou a empresa Salobo Metais, subsidiária da mineradora Vale, a pagar R$ 521 mil por causar incêndio na Floresta Nacional de Carajás, no sudeste do Pará.

 

O incêndio começou em 16 de agosto de 2012, durou 55 dias e devastou uma área de aproximadamente mil campos de futebol.

 

Laudo elaborado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) apontou que a Salobo Metais deixou de fazer o corte ou a poda da vegetação próxima às linhas de transmissão de energia da empresa que atravessam a floresta. Isso teria provocado o curto-circuito causador do fogo.

 

As conclusões do ICMBio foram confirmadas por vistoria da Eletronorte.

 

O procurador da República Lucas Daniel Chaves de Freitas destacou a responsabilidade da empresa.

 

Em nota, a Vale informou que a Salobo Metais vai recorrer da decisão assim que for notificada.

 

A empresa declara ainda que ajuda a proteger seis unidades de conservação no Pará, que somam 786 mil hectares de floresta nativa, no sudeste do estado.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique