Acre registra 5 mortes por meningite em 2019; casos suspeitos somam 48

02:24 Geral, Notícias 10/09/2019 - 15h07 Brasília Embed

Renata Martins

O Acre confirmou a quinta morte por meningite este ano.

 

O caso mais recente foi de uma professora do município de Epitaciolândia, que morreu na última quinta-feira (5). A mulher foi diagnosticada em agosto com meningite fúngica e estava internada no Hospital das Clínicas, em Rio Branco.

 

De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado, no dia 5 de setembro, além dos cinco óbitos, o Acre registrou 48 casos suspeitos da doença. Treze foram confirmados.

 

Nesse domingo (8), mais um caso foi registrado. Uma advogada deu entrada no Uerb, o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco, com sintomas da doença. Os primeiros exames realizados deram positivo para meningite bacteriana.

 

De acordo com a coordenadora da Área Técnica das Meningites da Secretaria de Saúde, Helena Catão, a paciente está internada no isolamento da emergência clínica.

 

A coordenadora afirma que os casos estão dentro do esperado. A principal preocupação é a ocorrência de casos secundários relacionados.

 

Helena Catão ressalta que a melhor e mais eficiente forma de prevenir a meningite é a vacinação.

 

As vacinas disponíveis no serviço público são a BCG, que deve ser aplicada ao nascer; a pentavalente e a pneumocócica 10 valente, aos dois meses de idade, além da Meningocócica conjugada, com a primeira dose aos três meses, podendo ser administrada também em dose única, em adolescentes de 11 a 14 anos.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique