CPI de Brumadinho em Minas Gerais acusa 13 pessoas por homicídio e Vale por corrupção

03:23 Geral, Notícias 12/09/2019 - 21h20 Minas Gerais Embed

Desireé Miranda, da Rádio Inconfidência

13 pessoas, incluindo a alta cúpula da Vale, foram indiciadas por homicídio com dolo eventual pelas mortes de 270 pessoas, causadas pelo rompimento da barragem I da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte, no dia 25 de janeiro deste ano.


Além delas, a Vale e a empresa alemã TÜV SÜD também podem ser indiciadas por corrupção, por terem falsificado o laudo que atestava a segurança da barragem. Os crimes foram listados no relatório da CPI da Barragem de Brumadinho, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, que foi aprovado nesta quinta-feira.


Confira os detalhes com Desireé Miranda, da Rádio Inconfidência.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique