MP do Tocantins pede à Justiça que construções no rio Formoso sejam consideradas irregulares

01:46 Geral, Notícias 21/09/2019 - 15h57 Brasília Embed

*Daniel Costa

Em Lagoa da Confusão, município no sudoeste do Tocantins, produtores rurais podem responder criminalmente pela construção irregular de represas, barragens e canais de irrigação na bacia do rio Formoso.

 

Nos pedidos apresentados à Justiça nesta semana, o Ministério Público do Estado afirma que as infrações se tratam de apropriação dos recursos hídricos do Rio Formoso para fins de interesses econômicos e privados.

 

Em 2017, o MP já havia ajuizado uma ação cautelar que pedia a suspensão das atividades dos produtores, mas, até hoje, o processo está em tramitação.

 

De acordo com o superintendente da Associação dos Produtores Rurais do Sudoeste do Tocantins, Wagno Milhomem, as estruturas foram construídas com licenças expedidas pelo Naturatins, o órgão regulador do Estado. O produtor afirma que não há irregularidade.

 

Caso o pedido do Ministério Público do Tocantins seja acatado pela justiça, as licenças emitidas pelo Naturatins vão ser suspensas e os produtores vão ter de demolir as estruturas e indenizar possíveis danos causados ao meio ambiente.

 

A reportagem entrou em contato com o Naturatins e aguarda retorno.

 

* Com supervisão de Ariane Póvoa, de Brasília Daniel Costa. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique