Norte tem aumento de 157% de casos de dengue se comparado a 2018

01:47 Geral, Notícias 13/09/2019 - 10h44 Brasília Embed

Ariane Póvoa

A Região Norte do país registra quase 27 mil casos de dengue, um aumento de 157% em relação ao ano passado.

 

Os dados estão no último boletim epidemiológico consolidado pelo Ministério da Saúde com informações sobre as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, até o dia 24 de agosto.

 

Dois estados da região chamam a atenção por terem registrado um aumento percentual ainda maior do que o nacional. Se, no Brasil, os casos de dengue cresceram 600%, em Roraima, de um ano para o outro esse número variou mais de 1.000%.

 

Em Tocantins, os casos aumentaram quase 800%.

 

O Acre tem a maior incidência de dengue. Mais de 604 casos por cada 100 mil habitantes.

 

Os dados positivos ficam por conta de Amapá e Amazonas, que tiveram queda nos casos de dengue. Os amapaenses têm o melhor resultado: uma queda de 77%.

 

Um mesmo mosquito e três doenças que podem ser fatais: o Aedes aegypti é responsável pela transmissão da dengue, chikungunya e zika.

 

Este ano, 11 pessoas morreram na Região Norte em decorrência da dengue. Outros seis óbitos estão sob investigação.

 

Houve queda nos casos de chikungunya: foram 32% a menos que o registrado no ano passado. Já o número de casos confirmados de zika cresceu 33%. Nenhuma morte foi registrada na região, pelas duas doenças.

 

A melhor forma de evitar doenças transmitidas pelo mosquito é a adoção de medidas voltadas para a eliminação de acúmulo de água dentro de casa, em quintais e terrenos vazios.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique