TST propõe suspensão da greve dos Correios, mas paralisação continua

02:09 Geral, Notícias 13/09/2019 - 15h28 Brasília Embed

Dayana Vítor

Paciência, porque as encomendas e correspondência que você espera ainda podem demorar a chegar!!! Isso porque greve dos Correios continua em todo o Brasil, apesar da TST, Tribunal Superior do Trabalho, propor em audiência de conciliação na última quinta-feira, a suspensão do movimento o mais rápido possível.

 

O ministro Mauricio Godinho estabeleceu manutenção do acordo coletivo atual. Ainda que 70% dos empregados continuem trabalhando durante a greve. No caso de descumprimento, foi estipulada multa diária de 50 mil de reais.

 

Apesar das determinações, apenas na próxima terça-feira, dia 17, é que a Findect - Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios e Fentect- Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios vão decidir em assembleias se a categoria voltará ao trabalho. 

 

Em nota, os Correios afirmaram que o retorno dos trabalhadores as suas funções é condição essencial para aceitar a proposta do TST de manutenção do atual acordo coletivo. Ainda afirmou que só entrou com uma ação de dissídio coletivo, porque tentou chegar a um consenso com os trabalhadores que não foi possível, já que as federações que representam a categoria queriam vantagens impossíveis de serem concedidas no momento.

 

Devido a falta de consenso entre a direção dos Correios e os empregados, haverá uma audiência de dissídio coletivo no TST para o dia 2 de outubro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique