Acre faz última campanha contra febre aftosa de olho em certificação de zona livre sem vacina

01:28 Geral, Notícias 27/10/2019 - 10h06 Brasília Embed

Bianca Paiva

Com cerca de 3,3 milhões cabeças de gado, o Acre se prepara para iniciar, em primeiro de novembro, a última campanha de vacinação contra a febre aftosa. Todo o rebanho bovino será imunizado. De acordo com o Idaf, Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do estado, mais de 2 milhões de vacinas já foram adquiridas para comercialização.

 

A expectativa é que em 2020 o Acre seja considerado zona livre da doença sem imunização, depois de 20 anos consecutivos com duas campanhas anuais. Ele já é reconhecido há 14 anos pela Organização Mundial da Saúde Animal como zona livre com vacinação.

 

De acordo com informações do governo acreano, para receber a certificação, o estado tem tomado uma série de medidas, como o reforço do quadro de funcionários que vão trabalhar mais em campo, pontos de fiscalização mais atuantes e investimento em tecnologia. A proposta é criar um canal de comunicação maior entre os produtores e o órgão de defesa. Pecuaristas também estão recebendo orientação para que redobrem os cuidados.

 

O Idaf estima uma economia de R$ 5 milhões por ano com a retirada da vacina. Outra vantagem do reconhecimento é que facilita o acesso a mercados internacionais que exigem o status livre da aftosa sem vacinação.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique