Avião que caiu em BH era de empresa de táxi-aéreo e ia para Ilhéus; piloto evitou tragédia maior

01:07 Geral, Notícias 21/10/2019 - 13h43 Belo Horizonte Embed

Leandro Siqueira, da Rádio Inconfidência

O avião que caiu na manhã desta segunda-feira (21), no bairro Caiçara, em Belo Horizonte, pertencia a uma empresa de táxi-aéreo. E decolou do aeroporto Carlos Prates com destino a Ilhéus, na Bahia.

 

Os quatro ocupantes do avião não foram identificados ainda. Três foram socorridos com queimaduras graves e um morreu no local.

 

De acordo com a Infraero, o avião com o modelo Cirrus prefixo PR-EDJ estava com a documentação em dia. Técnicos da Infraero continuam os trabalhos de perícia no local.

 

Os corpos das três vítimas fatais foram levados ao Instituto Médico-Legal (IML) e ainda não tiveram as identidades confirmadas pela Polícia Civil [uma das vítimas estava no avião e as outras duas estavam na rua Minerva].

 

A rua Minerva continua interditada. Ao cair, o avião atingiu dois postes de energia, danificando a rede elétrica e parte do bairro está sem energia. A Cemig está no local para resolver o problema.

 

Um morador disse que viu o momento em que o avião caiu. Segundo ele, o piloto pareceu fazer um pouso de emergência, pois alinhou a aeronave com a rua e acionou o paraquedas.

 

Para o morador, o piloto evitou uma tragédia maior pois evitou atingir casas, prédios e um posto de gasolina próximo da queda.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique