Campanha contra pirataria é lançada pelo Ministério da Justiça

01:31 Geral, Notícias 30/10/2019 - 18h53 Brasília Embed

Lucas Faria

O Ministério da Justiça lançou nesta quarta-feira a campanha “As falsificações saem mais caras”. A ideia é educar a população e apontar as principais consequências de adquirir uma mercadoria falsa.

 

Produtos comercializados pela internet, como remédios e eletrônicos, são os principais alvos da ação do ministério.


O secretário Nacional do consumidor, Luciano Timm, explica que serão usadas duas frentes de combate.


“A gente entende que educação, conscientização, é a principal forma de prevenir um ato ilegal. Claro que também você deve ter a repressão, mas antes da repressão tem a educação. O consumidor tem que entender as repercussões da decisão dele, e ele em alguma medida tem que ser esclarecido sobre o que é um pirata, para que ele não compre gato por lebre. Porque, por vezes, o barato sai caro “.


Luciano Timm pede a população que fique atenta a preços muito baixos.


“O consumidor, infelizmente, é movido muitas vezes por preço. É algo que sensibiliza o consumidor, ainda mais numa época em que o Brasil está recém se recuperando de uma crise econômica. Ele tem que entender que preço está relacionado também à qualidade. Quando é muito barato, desconfie, porque não existe milagre”.


Aeroportos, rodoviárias e locais de circulação pública receberão, a partir de novembro, cartazes e banners com os slogans da campanha.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique