Funcionários da Receita são investigados por extorquir delator da Lava Jato no Rio

01:13 Geral, Notícias 02/10/2019 - 09h07 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (2), mais uma fase da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro.

 

Batizada de Armadeira, a ação tem o objetivo de desarticular uma organização criminosa que atua dentro da Receita Federal.

 

Os agentes estão nas ruas para cumprir 14 mandados de prisão – sendo cinco de temporária e nove de preventiva, inclusive contra servidores da Receita Federal – além de 39 mandados de busca e apreensão.

 

De acordo com a Polícia Federal, as investigações, que contaram com o apoio do Ministério Público Federal e da própria Receita Federal, foram iniciadas quando um empresário, delator da Operação Lava Jato, revelou que foi vítima de extorsão por parte de funcionários do Fisco federal.

 

Segundo o depoimento do empresário, ele teria sido coagido a pagar propina aos servidores da Receita para não ser multado em procedimentos fiscais.

 

A partir daí, as apurações revelaram que os funcionários envolvidos no esquema também fizeram uso de informações privilegiadas para beneficiar terceiros e tentaram ocultar patrimônio.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique