Homicídios dolosos caem 21% no RJ, e mortes causadas por agentes de Estado aumentam 19%

02:31 Geral, Notícias 22/10/2019 - 19h36 Rio de Janeiro Embed

Cynthia Cruz

O número de homicídios dolosos – quando há intenção de matar – caiu 21% no estado do Rio de Janeiro nos primeiros nove meses do ano, em comparação ao mesmo período de 2018. Foram 3.025 vítimas de janeiro a setembro, 818 a menos frente ao ano passado.

 

Esse é o menor número para o período desde 1991. Na comparação setembro de 2019/setembro de 2018, houve redução de 19%. Também a menor taxa de homicídios em 28 anos. As informações foram divulgadas nesta terça-feira pelo ISP, o Instituto de Segurança Pública.

 

Redução também no acumulado deste ano no índice de latrocínio, que é roubo seguido de morte. Os registros caíram 34% por comparação entre os nove primeiros meses de 2018 e agora. O número de vítimas chegou a 91 este ano, contra 138 em 2018.

 

Outra queda foi do indicador de crimes violentos letais intencionais - que englobam homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte -, com recuo de 20% na comparação mês a mês.

 

Já as mortes por intervenção de agente do Estado aumentaram 19% entre janeiro e setembro deste ano em relação a igual período de 2018.

 

O ISP também destaca o recorde de apreensão de armas de fogo pelas polícias Civil e Militar. Foram 6.588 no estado, uma média de 24 armas por dia. Desse total, 438 foram fuzis, maior número em 12 anos.

 

Os roubos de veículos também caíram em setembro: menos 36% em relação ao mesmo mês do ano passado. No acumulado do ano, o recuo foi de 23%. No caso de roubos de carga, foram 467 casos, uma diminuição de 19% em setembro em relação ao mesmo mês de 2018.

 

Os roubos de rua - incluindo em coletivo e celulares - caíram 13%, seguindo a mesma comparação.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique