Justiça condena policiais militares a 52 anos e 6 meses de prisão por Chacina de Costa Barros

01:28 Geral, Notícias 10/11/2019 - 08h42 Rio de Janeiro Embed

Cristiane Ribeiro

A Justiça do Rio condenou a 52 anos e seis meses de prisão os policiais militares Antônio Carlos Gonçalves Filho e Marcio Darcy Alves dos Santos pelo assassinato de cinco jovens em Costa Barros, na zona norte da cidade.

 

O crime aconteceu há quatro anos e ficou conhecido como Chacina de Costa Barros. O carro em que os jovens estavam foi atingido por 111 tiros. Acusado também de fraude processual, Antônio teve a pena aumentada em mais oito meses e cinco dias.

 

Também acusado, o PM Fabio Pizza Oliveira da Silva foi inocentado. Seu advogado sustentou a tese de que ele estava abrigado na hora dos disparos e que não participou do crime. O Ministério Púbico e os assistentes de acusação já entraram com recurso. O quarto acusado, o PM Thiago Resende Viana Barbosa, não foi julgado por estar sem advogado. Ele será assistido pela Defensoria Pública, e o julgamento ainda não foi marcado.

 

O julgamento, no II Tribunal de Júri, começou na quinta-feira (7) e só terminou na madrugada deste sábado (9). Foram ouvidas cinco testemunhas de acusação e sete de defesa.

 

Os cinco jovens voltavam de uma lanchonete no Parque Madureira, onde foram comemorar o primeiro emprego de um deles. O grupo foi surpreendido por uma viatura da PM e confundido com bandidos que teriam roubado a carga de um caminhão de cerveja.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique