Operação é montada para defender o espaço aéreo de Brasília durante Cúpula do Brics

02:17 Geral, Notícias 12/11/2019 - 21h43 Brasília Embed

Kariane Costa

1,6 mil militares vão fazer a segurança do espaço aéreo em Brasília durante a Cúpula do Brics - grupo formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul -, que começa nesta quarta-feira e encerra na quinta, dia 14.


O uso de drones está proibido na região delimitada, e para sobrevoar áreas específicas será necessário uma autorização especial.


O nível maior de restrição é na região aérea, entre o aeroporto internacional Juscelino Kubitschek e a Praça dos Três Poderes, na Esplanada dos Ministérios, em que só aeronaves autorizadas poderão sobrevoar.


O chefe do Comando de Operações Aeroespaciais, o major-brigadeiro do ar Ricardo Cesar Mangric, esclarece que a aviação comercial não será afetada pela operação de segurança, e os horários de voos estão mantidos normalmente.


“Vamos criar um escudo em torno de Brasília com caças de alta performance para fazer frente a qualquer tipo de ameaça aérea ou tráfego desconhecido. Dentro dessa área vamos posicionar nossa defesa antiaérea. A aviação geral, aquela que o usuário do sistema utiliza, essa não vai ser de forma alguma afetada”.


O major acrescenta que, se alguma aeronave descumprir as ordens da FAB, Força Aérea Brasileira, integrantes da defesa antiaérea munidos de mísseis que estarão ao redor da Esplanada dos Ministérios podem ser acionados, caso esteja em risco a segurança da reunião.


Em entrevista exclusiva à Rádio Nacional, o General Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, afirmou que o Brasil está preparado para receber a cúpula. E que providências foram tomadas para que o risco de haver qualquer contratempo durante o evento seja mínimo.


“O nosso gabinete é altamente competente nesse tipo de organização. Nós temos capacidade de atuar em vários lugares, e garantir plenamente essa segurança. Temos um conhecimento muito grande, material moderno, então essas atividades são perfeitamente acompanhadas”.


Esta é a segunda vez que Brasília sedia a reunião de Cúpula do Brics.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique