Brasileiras estão decidindo ter filhos mais tarde; Norte tem maioria de mães jovens

01:29 Geral, Notícias 05/12/2019 - 14h23 Brasília Embed

Maíra Heinen

Dados apresentados pela pesquisa de Registro Civil 2018, do IBGE, apontam um aumento da representatividade dos nascidos vivos registrados com mães entre 30 e 39 anos de idade.

 

Também houve relativa redução dos registros de filhos nascidos de mães mais jovens.

 

Mas, na região Norte, a realidade ainda é diferente.

 

Quem explica é a gerente da pesquisa do Registro Civil no IBGE, Klívia Oliveira.

 

Sonora: "As mulheres têm filhos em idade que corresponde a adolescência ou jovens, entre 20 e 24 anos. Isso você não verifica na região Sul ou Sudeste, onde há a postergação da maternidade. Na região Norte temos o maior percentual do país com mulheres que têm filhos em idade jovem."

 

Segundo Klívia Oliveira, observando a série histórica da pesquisa desde o início dos anos 2000, houve mudança na região quanto a esses dados. Mas, em 2018, na Região Norte, 29,1% dos nascimentos eram de crianças com mães que, na ocasião do parto, tinham entre 20 e 24 anos, e 21,2% correspondiam a mães adolescentes com menos de 20 anos.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique