Brasília terá 30% mais idosos daqui a 40 anos; plano estratégico prevê políticas públicas

02:46 Geral, Notícias 01/01/2020 - 12h52 Brasília Embed

Maíra Heinen

No centenário de Brasília, daqui há 40 anos, a nossa população idosa será cerca de 30% maior que a de jovens e adultos, segundo o IBGE.

 

Essa mudança no perfil populacional vai exigir também alterações nas políticas públicas. O professor de Ciências Sociais da Universidade de Brasília, Vicente Faleiros, diz que a sociedade tem que se adaptar a essa transição demográfica.

 

Paloma Carvalho hoje é estudante de jornalismo, mas, quando Brasília tiver 100 anos, vai estar com 61 anos de idade. Até lá, ela espera que as políticas públicas promovam maior interação entre os públicos de várias faixas etárias.


O Plano Estratégico do Distrito Federal 2019/2060, que direciona as ações do GDF, trata do assunto. O SubSecretário de Políticas para o Idoso da Secretaria de Justiça, Washington Mesquita, diz que o objetivo é garantir dignidade na chamada “melhor idade”.

 

Entre as propostas para o futuro estão, por exemplo, a melhoria na acessibilidade ao transporte público, inclusive com a construção de novas estações de metrô, e o acesso à novas tecnologias, além da construção de 6 casas dos idosos no DF. Além disso, há a previsão dos serviços das Unidades básicas de Saúde.

 

Na área de lazer estão previstas a inauguração de mais centros de inclusão digital e reforma de diversos locais públicos, entre eles, o Teatro Nacional, o Museu de arte de Brasília e a revitalização da W/3 Sul.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique