Retrospectiva 2019: confira alguns dos fatos que marcaram o mês de agosto

03:14 Geral, Especiais 27/12/2019 - 18h10 Brasília Embed

Apresentação de Márcia Dias

- Em agosto, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, revelaram que a estimativa da população do Brasil passa de 210 milhões de pessoas.

 

- O empresário Eike Batista foi preso novamente durante a Operação Segredo de Midas, um desdobramento da Lava Jato, no Rio de Janeiro.

 

- O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que incentiva servidor ao trabalho voluntário. O governo também lançou projeto para estimular empreendedorismo nos jovens.

 

- Já o Senado aprovou a Medida Provisória da Liberdade Econômica. O projeto do governo visa reduzir a burocracia e facilitar a abertura de empresas, principalmente de micro e pequeno porte.

 

- A Operação Verde Brasil reuniu várias entidades para combater os incêndios na Amazônia Legal. O presidente, Jair Bolsonaro, assinou o decreto de Garantia da Lei e da Ordem, autorizando a atuação das Forças Armadas no combate ao incêndio em áreas de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal.

 

- Na saúde, com mais de 2 mil e 500 casos confirmados de sarampo, no período entre junho e agosto, o Brasil viveu um surto da doença, com foco principal no estado de São Paulo, que concentrou 98% do casos brasileiros, além da morte de uma pessoa.

 

- No esporte, o Brasil teve sua melhor atuação em Jogos Pan-Americanos. Em Lima, no Peru, os brasileiros conquistaram 171 medalhas e garantiram ao país o 2º lugar do quadro geral de medalhas, com 55 de ouro, 45 de prata e 71 de bronze.

 

- O cinema brasileiro buscou um espaço no Oscar 2020. O indicado foi o filme A Vida Invisível, do diretor Karim AÏnouz. O longa desbancou outros 11 filmes nacionais, em busca de uma vaga entre os cinco indicados ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2020.

 

- A televisão brasileira perdeu um de seus grandes talentos. A escritora, roteirista, apresentadora e atriz Fernanda Young morreu aos 49 anos, em Gonçalves, Minas Gerais, depois de um ataque de asma. Ela escreveu séries famosas, como Os Normais, apresentou programas no canal GNT e escreveu livros.

 

- Em Nova York morreu, aos 88 anos, a escritora americana Toni Morrison, primeira negra a ganhar o Nobel de Literatura.

 

 

Confira aqui a retrospectiva de todo o ano de 2019.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique