Pessoas afetadas pelas cheias no norte e noroeste do Rio somam 15,8 mil

02:01 Geral, Notícias 27/01/2020 - 17h07 Rio de Janeiro Embed

Cristiane Ribeiro

Subiu para dois o número de mortos pelas cheias no norte e noroeste fluminense. Nesta segunda-feira (27) foi encontrado o corpo do auxiliar de padeiro Taciano dos Reis Gama, de 19 anos.

 

Ele estava desaparecido desde sábado (25) depois que pulou nas águas do rio Muriaé. A outra vítima fatal das inundações na região foi o músico Anderson Titolei que chegou a ser socorrido em Porciúncula, mas não resistiu.

 

Também nesta segunda-feira, o nível do rio Muriaé caiu pela primeira vez desde o início das fortes chuvas que atingem há uma semana a região norte e noroeste fluminense.

 

Na noite desse domingo, o prefeito de Itaperuna, Dr. Vinícius, decretou situação de emergência. Segundo a prefeitura, as inundações já deixaram 3.570 pessoas desalojadas e 75 desabrigadas, chegando ao total de 15.800 pessoas afetadas.

 

O acumulado de chuvas desde o dia 21 de janeiro chega a 134 milímetros, o que corresponde a 77% do esperado para todo mês de janeiro. A população de vários distritos e bairros está sem acesso à água potável.

 

Em Bom Jesus do Itabapoana, a prefeitura decretou situação de emergência na sexta-feira, dia 24.

 

Segundo o decreto do prefeito, Roberto Tatu, deslizamentos de terra atingiram rodovias estaduais, estradas municipais e moradias em encostas, além de bairros e distritos localizados nas margens do rio Itabapoana, o que interditou diversos imóveis e desabrigou muitas pessoas.


A prefeitura também decretou ponto facultativo no município nestas segunda e terça-feiras.

 

Em Porciúncula, o nível do rio Carangola já começou a baixar. A inundação deixou mais de 300 famílias desabrigadas e 150 desalojadas. O prefeito, Severiano Antônio dos Santos Rezende, decretou situação de emergência no município, no sábado, dia 25.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique