Ucrânia está mais perto de se tornar membro da Otan

01:43 Internacional, Notícias 11/12/2014 - 19h40 Copenhague Embed

Gisele Garcia

Uma decisão que pode mudar os rumos do conflito no Leste da Ucrânia. O governo ucraniano anunciou que vai revogar uma lei de 2010 e abandonar o status de não-aliado à Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), com o objetivo de abrir caminho para sua adesão definitiva à organização.


A OTAN é uma aliança militar criada em 1949, nos Estados Unidos. Seus 28 estados-membros concordam com a defesa mútua em resposta a um ataque por qualquer entidade externa à organização.


A decisão da Ucrânia deve gerar ampla reação do governo russo, que, em várias ocasiões, manifestou grande insatisfação com a possibilidade.  A Rússia não vê com bons olhos a expansão da Otan sobre a Europa Oriental, por entender que essa é uma forma dos Estados Unidos ampliar seu poder sobre a região.


Mas o governo da Ucrânia vê na adesão à Otan uma forma de garantir mais apoio em caso de uma suposta intervenção militar dos países ocidentais em seu território. Representantes do Serviço de Segurança da Ucrânia afirmaram nesta quinta-feira que há riscos de que os rebeldes de Donetsk e Lugansk avancem para outras cidades, como Carcóvia, que é a segunda maior cidade do pais, e Odessa.  


Apesar da mudança do status de não-aliado, a Ucrânia ainda tem um longo caminho a percorrer para que se torne um membro da Otan e não há previsão para que a adesão seja confirmada.

 

Leia mais na Agência Brasil

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique