Entra em vigor acordo de paz entre o governo colombiano e as Farc

01:48 Internacional, Notícias 01/12/2016 - 10h40 Buenos Aires Embed

Monica Yanakiew

O acordo de paz entre o governo e os guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) começa a ser implementado nesta quinta-feira (1º).



O presidente Juan Manuel Santos comemorou a ratificação do pacto, na quarta-feira (30), depois de dois dias de intensos debates no Congresso. Para Santos, hoje é o Dia D – o começo do fim de meio século de enfrentamentos, que mataram mais de 200 mil colombianos e descolocaram de outros 6 milhões.

 

Ele ganhou o Prêmio Nobel da Paz por seus esforços para negociar o desarmamento da maior guerrilha do país e a mais antiga da América Latina.

 

Foi um processo que durou quatro anos e quase termina em fracasso. O primeiro pacto, assinado por Santos e o líder das FARC, foi rejeitado em um plebiscito em outubro. Novas negociações resultaram nesta segunda versão, menos tolerante com os rebeldes – mas que mantém a decisão de permitir aos guerrilheiros disputar eleições e ocupar cargos públicos.

 

A oposição, liderada pelo ex-presidente e atual senador Álvaro Uribe, queria que o acordo de paz fosse submetido a nova consulta popular. Mas Santos optou por enviar o documento diretamente ao Congresso, onde o governo tem maioria. Ele disse que qualquer demora colocaria a paz em risco.

 

A partir de hoje, os 7 mil membros das Farc têm até 150 dias para entregar as armas às Nações Unidas.

 

O acordo de paz colombiano foi mediado pelo governo cubano, que continua de luto pela morte do líder revolucionário, Fidel Castro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique