Retrospectiva: Antonio Guterres é escolhido secretário-geral da ONU em processo sucessório inédito

02:22 Internacional, Notícias 30/12/2016 - 08h25 Lisboa Embed

Marieta Cazarré

O atual contexto mundial é de uma crise migratória sem precedentes que afeta milhões de pessoas. A este problema, somam-se questões como alterações climáticas, terrorismo, conflitos internos e pobreza.

 

Em um momento como este em que a própria Europa não consegue chegar um consenso sobre como seriam as políticas para os refugiados, a entrada em cena do novo secretário-geral das Nações Unidas (ONU), o português Antonio Guterres surge como uma esperança.

 

Escolhido para o cargo por um processo sucessório inédito na organização, Guterres traz na bagagem uma larga experiência de 10 anos chefiando a agência da ONU para os refugiados, a Acnur.

 

Ele assume o cargo em 1º de janeiro, substituindo Ban Ki-moon. O novo secretário-geral foi primeiro-ministro de Portugal entre 1995 e 2002. Na ONU atuou de 2005 a 2015. Sua vitória foi aclamada pela mídia internacional e também por figuras importantes do cenário político mundial.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique