Vitorioso nas eleições da Holanda, Mark Rutte comemora derrota do 'mal populismo'

01:53 Internacional, Notícias 17/03/2017 - 08h42 Bonn, Alemanha Embed

Aline Moraes

A Holanda derrotou o mal populismo, diz primeiro-ministro Mark Rutte sobre o resultado da eleição. Em frente ao Parlamento holandês, ativistas da organização civil Avaaz agradeceram os eleitores por não terem dado a vitória ao partido populista anti-imigração de Geert Wilders. A legenda ficou em segundo lugar, com 20 assentos no Parlamento.

 

Wilders disse estar orgulhoso do resultado, mas ficou longe da vitória que, até a semana passada, muitas pesquisas previam. Quem liderou a eleição foi o VVD, do atual primeiro-ministro Mark Rutte. Ele comemorou a derrota do que chamou de mal populismo. O partido de Rutte conseguiu 33 assentos, 13 a mais do que a legenda de Wilders. Apesar da vitória, o VVD perdeu espaço no Parlamento, com oito cadeiras a menos.

 

A primeira-ministra alemã, Agnela Merkel, comemorou o resultado e disse que foi um bom dia para a democracia. Para o presidente da França, François Hollande, foi uma clara vitória contra o extremismo. Os dois países terão eleições neste ano e estão preocupados com o possível avanço da extrema direita.

 

Ao mesmo tempo, a Frente Nacional, na França, e o partido AFD, na Alemanha, comemoraram o desempenho de Geert Wilders como um passo à frente para os patriotas na Europa, já que o partido dele ganhou mais espaço no Parlamento, e os temas migração, Islã e futuro da União Europeia se tornaram centrais no debate eleitoral holandês.