Suécia arquiva investigações contra fundador do WikiLeaks sobre agressão sexual

01:41 Internacional, Notícias 19/05/2017 - 12h49 Atlanta (EUA) Embed

Leandra Felipe

A procuradoria da Suécia informou hoje (19) que as investigações sobre a acusação de agressão sexual contra Julian Assange, fundador da WikiLeaks, foram arquivadas.

 

Mesmo assim, ele deve continuar a viver na embaixada do Equador, em Londres, porque se voltar à Suécia a investigação pode ser reaberta.

 

O crime de estupro só prescreverá em 2020.