Gal Gadot diz que não fica em Mulher Maravilha se diretor acusado de assédio continuar no projeto

01:24 Internacional, Notícias 13/11/2017 - 13h21 Atlanta, Estados Unidos Embed

Leandra Felipe

A atriz israelense Gal Gadot, estrela de Mulher Maravilha, ameaçou não participar da continuação do filme se o produtor Brett Ratner continuar no projeto.

 

Ratner foi acusado de assédio moral na semana passada pela atriz Ellen Page, que foi dirigida por ele no filme X-Men Confronto Final. Ellen revelou, em um post no Facebook, que o produtor foi desrespeitoso ao dizer que ela e uma outra atriz deviam fazer sexo para que ela descobrisse ser gay.

 

A frase, segundo ela, foi dita durante um evento do elenco e deixou a todos constrangidos. Na época, Ellen tinha 18 anos. Ratner também é acusado por outras seis mulheres de assédio sexual ou conduta imprópria.