Presidente peruano se defende hoje e tenta evitar impeachment por caso Odebrecht

01:04 Internacional, Notícias 21/12/2017 - 11h02 Paris Embed

Adriana Brandão, da Radio France Internationale

O presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, denuncia um golpe à democracia diante de sua ameaça de impeachment. Kuczynski fez a denúncia nesta quarta-feira (20), véspera da votação do pedido de impeachment pelo parlamento peruano pelo seu envolvimento com o grupo brasileiro Odebrecht. 

 

Ele garantiu que se defenderá, nesta quinta-feira (21), no Congresso. O presidente peruano fará sua defesa às 9h da manhã (horário local), 12h (horário de Brasília), em um Congresso dominado pela oposição e decidido a destitui-lo.  

 

Ontem, o presidente eleito em 2016 entrou com um recurso tentando evitar a votação e dizendo que já foi condenado antecipamente. 

 

Kuczynski corre o risco de ser o primeiro presidente a perder o cargo por causa do escândalo da Odebrecht, a construtora brasileira que admitiu ter pago milhões de dólares em propinas em vários países latino-americanos para obter importantes contratos de obras públicas. 

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique