Políticos e ONU criticam Trump pelo uso de palavrão contra imigrantes

01:10 Internacional, Notícias 12/01/2018 - 23h03 Washington, (EUA) Embed

Paola de Orte

Segundo a reportagem do jornal The Washington Post, o presidente disse, em uma reunião sobre reforma nas leis de imigração, que os Estados Unidos não devem aceitar imigrantes de " países de merda".

 

Ele se referia a Haiti, El Salvador e Nações Africanas. Ainda segundo o jornal, o presidente sugeriu que os Estados Unidos recebam mais imigrantes da Noruega.

 

Pelo twitter, o presidente se apressou em negar que tivesse usado um termo tão pesado e disse que é tudo invenção dos democratas. Mas um senador do partido desmentiu a versão de Trump.

 

O democrata Dick Durbin confirmou que o presidente usou uma linguagem vulgar durante a reunião e que repetidas vezes chamou as nações africanas de "países de merda".

 

Funcionários negros da Casa Branca defenderam o presidente contra as acusações de racismo.


O governador de Nova Iorque criticou os comentários atribuídos a Trump. Ele os classificou como nojentos,  repulsivos e degradantes para o cargo de presidente dos Estados Unidos.

 

O escritório das Nações Unidas também chamou os comentários de racistas e disse que eles incentivam a xenofobia.