EUA, França e Reino Unido pressionam Síria para liberar acesso de inspetores da Opaq a Duma

02:26 Internacional, Notícias 16/04/2018 - 21h28 Washington, (EUA) Embed

Paola de Orte

Depois de bombardear três alvos na síria com cento e cinco mísseis na noite de sexta, Estados Unidos, França e Reino Unido pressionam o governo de Bashar al-Assad e a Rússia para que liberem a entrada de inspetores da organização para a proibição de armas químicas em Duma, onde teria ocorrido um ataque químico no último dia sete de abril.

 

Nesta segunda, funcionários da OPAQ, a organização para proibição de armas químicas, deveriam visitar a área que supostamente foi atingida pelo ataque químico que motivou o bombardeio da coalizão liderada pelos Estados Unidos.

 

Mas os aliados dizem que as autoridades sírias não liberaram o acesso para os inspetores internacionais e estão adulterando provas do ataque. Nesta segunda, o governo sírio fez uma visita guiada para a imprensa a um hospital onde supostas vítimas estavam sendo tratadas. A visita não incluiu o prédio onde, segundo médicos, dezenas de pessoas foram mortas há pouco mais de uma semana.

 

Moscou e o governo da síria negam que estejam impedindo o acesso da opaq.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.