Colômbia realiza eleição presidencial neste domingo; 36 milhões de eleitores vão às urnas

01:36 Internacional, Notícias 27/05/2018 - 09h51 Buenos Aires (Argentina) Embed

Monica Yanakiew

Esta é a primeira eleicão presidencial desde o acordo de paz, que acabou com meio século de guerra civil, entre as forças de segurança e a maior guerrilha da Colômbia.

 

Seis candidatos disputam a presidência da Colômbia, mas os dois favoritos representam polos opostos. O advogado Ivan Duque, da direita, lidera as pesquisas de opinião com 40%  das intenções de voto.

 

O ex-guerrilheiro Gustavo Petro está em segundo lugar, com o apoio de 30% do eleitorado. Se eleito, ele será o primeiro presidente de esquerda na Colômbia.

 

O resultado dessa eleicão vai definir o futuro do acordo de paz, assinado há dois anos pelo governo e os sete mil rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia - as Farc.

 

Duque é candidato do ex-presidente Álvaro Uribe, que liderou uma campanha contra o acordo, ele acha que o governo fez demasiadas concessões aos ex-guerrilheiros e prometeu revê-las.

 

Já Petro representa a prova de que um acordo de paz pode dar certo. Antes de ser prefeito da capital, Bogotá, ele fez parte do M-19, outro grupo guerrilheiro que depôs as armas em 1990, para formar um partido político.

 

Nenhum candidato deve obter metade mais um dos votos - número necessário para vencer no primeiro turno. Se isso acontecer, os dois mais votados disputarão o segundo turno em junho.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique