China promete investigar suspeita de ataque contra diplomatas americanos

01:18 Internacional, Notícias 07/06/2018 - 21h09 Denver, EUA Embed

Gislene Nogueira

O Ministério de Relações Exteriores da China informou que o governo conduziu uma investigação em maio depois da revelação do primeiro caso de um diplomata norte-americano doente no país.

 

Uma porta-voz informou que as autoridades não conseguiram ainda determinar a causa do problema. E acrescentou que a China fará a apuração com seriedade se os Estados Unidos fizerem relatos sobre o fato novamente.

 

O Departamento de Estado norte-americano retirou do consulado na cidade de Guangzhou um grupo de diplomatas com suspeita de estarem sofrendo de uma doença misteriosa.

 

O jornal The New York Times noticiou que pelo menos dois funcionários relataram ouvir barulhos estranhos e apresentaram sintomas semelhantes a de lesões cerebrais. As circunstâncias e os relatos são parecidos com outros casos registrados em Cuba, no ano passado.

 

Em setembro de 2017, 24 diplomatas norte-americanos que trabalhavam na embaixada em Havana apresentaram sintomas parecidos com os de lesões cerebrais leves causadas por pancadas. Todos relataram desconforto ao ouvirem sons esquisitos. A causa do problema ainda é desconhecida.