Acordo entre Mercosul e União Europeia pode gerar ganhos superiores a US$ 100 bilhões

03:53 Internacional, Notícias 28/06/2019 - 21h03 Brasília Embed

Kariane Costa

Foram 20 anos de negociação entre o Mercosul e a União Europeia para que o acordo de livre comércio entre os dois blocos fosse fechado, o que ocorreu neta sexta-feira (28).

 

Na prática, o acordo representa cerca de 25% do PIB mundial e um mercado de 780 milhões de pessoas.

 

Segundo o Itamaraty, os ganhos podem ultrapassar os US$ 87 bilhões e chegar a US$ 125 bilhões, se forem consideradas a redução das barreiras não tarifárias e o aumento esperado na produtividade dos setores alcançados pelo acordo.

 

O governo também aposta no aumento de investimentos no Brasil, algo em torno de US$ 113 bilhões.

 

Em relação ao comércio bilateral, as exportações brasileiras para a União Europeia vão apresentar quase US$ 100 bilhões até 2035.

 

Em entrevista coletiva de imprensa em Bruxelas, na Bélgica, acompanhando da ministra da Agricultura, Teresa Cristina, e do secretário do Ministério da Economia, Marcos Troyjo, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse que esta sexta-feira, 28 de junho, é um dia histórico para o Brasil.

 

Na avaliação do ministro, o acordo foi fechado porque houve determinação politica do governo brasileiro e concessões da parte do Brasil e dos países europeus. Ernesto Araújo afirmou que o pacto é estratégico.

 

Hoje o Mercosul exporta para a União Europeia principalmente alimentos industrializados, combustíveis e minérios, e importa dos europeus máquinas e equipamentos, produtos farmacêuticos, veículos e peças.

 

Para Mateus Andrade, consultor de Comércio Internacional, vários setores devem se beneficiar com o acordo.

 

Para começar a valer, o acordo ainda precisa ser aprovado pelo Poder Legislativo dos países do Mercosul e pelos 28 membros da União Europeia e pelo Parlamento Europeu. As tarifas previstas no acordo serão eliminadas ao longo de 15 anos, tempo que os empresários brasileiros terão para se adaptar ao acordo, segundo Mateus.

 

Pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro comemorou o acordo e  parabenizou os ministros envolvidos nas negociações. Disse que está cumprindo promessa de campanha, e que esse será um dos acordos comerciais mais importantes de todos os tempos em benefício da economia brasileira.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique