Cúpula do Brics: Brasil quer ampliar acesso ao Banco de Desenvolvimento do bloco

02:58 Internacional, Notícias 13/11/2019 - 06h04 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

A 11ª Cúpula do Brics reúne nesta quarta (13) e quinta-feira (14), em Brasília, líderes do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O bloco foi criado há 13 anos para estimular a cooperação entre as principais economias emergentes do planeta.

 

O cientista político especialista em relações internacionais  Creomar de Souza avalia que será uma oportunidade para fazer avançar a integração econômica entre os países.

 

Já o professor de relações internacionais da Faculdade Rio Branco, Pedro Costa Júnior, pondera que o alinhamento do Brasil com os Estados Unidos pode trazer dificuldades na relação com Rússia e China.

 

Ampliar o acesso do Brasil ao Banco de Desenvolvimento do bloco, criado para oferecer crédito barato aos integrantes, é um dos objetivos do Brasil no atual momento do Brics.

 

O cientista político Creomar de Souza acredita que o país tem se aproximado de membros do grupo, especialmente a China.

 

A Confederação Nacional das Indústrias do Brasil (CNI) defende, na atual cúpula, a redução das barreiras tarifárias ou sanitárias para os produtos brasileiros. Por outro lado, segundo os especialistas ouvidos, os russos e chineses querem aumentar a presença de produtos industrializados no mercado brasileiro.

 

Para o cientista político Pedro Costa Júnior, é preciso ceder para avançar em propostas que interessam aos empresários brasileiros.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique