PF extradita para Espanha condenado por massacre em 1977

01:13 Internacional, Notícias 06/02/2020 - 13h36 São Paulo Embed

Nelson Lin

A polícia federal extraditou nesta quinta (06) para a Espanha o terrorista da extrema direita Carlos Garcia Juliá, condenado a 193 anos de prisão por ter participado do atentado conhecido como o “Massacre de Atocha” em 1977.

 

Garcia e  outros dois terroristas invadiram um escritório de advocacia trabalhista em Madri e mataram a tiros cinco pessoas, ferindo outras quatro. Ele foi preso e chegou a cumprir 14 anos da sentença quando obteve liberdade condicional e fugiu para o Paraguai, passando posteriormente pela Bolívia, Chile, Venezuela e Argentina até chegar no Brasil com um documento falso.

 

Em 2018, a Polícia Federal junto com a polícia da Espanha localizou e prendeu Garcia em São Paulo. Outra extradição comunicada pela corporação foi a do ítalo britânico Mark Anthony Fisicaro para os Estados unidos.

 

De acordo com a Polícia Federal, Fisicaro fez o transporte de ecstasy para a Flórida, nos EstadosUunidos e por isso é réu em um processo por tráfico internacional de drogas. Ele foi preso em abril de 2019, quando estava em trânsito de Porto Seguro, na Bahia para Londres.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique