Em nova fase da Lava Jato, Polícia Federal investiga cartel em licitações da Petrobras

01:44 Justiça, Notícias 23/10/2019 - 09h56 Brasília Embed

Ícaro Matos

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (23) a Operação Tango & Cash, 67ª fase da Lava Jato.

 

Desta vez, o alvo da operação é o cartel de empresas chamado pelos próprios participantes do esquema de “O Clube”. 

 

De acordo com as investigações, o cartel atuava para fraudar todas as licitações de obras de grande porte da Petrobras.

 

O objetivo dos agentes é cumprir 23 mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná, para coletar aparelhos eletrônicos, documentos e outros materiais que possam servir de provas na apuração dos crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de capitais.

 

A Justiça federal em Curitiba também determinou o bloqueio de ativos financeiros dos investigados no valor aproximado um R$1,7 bilhão.

 

O principal alvo da ação é uma das empresas que, segundo as investigações, fazia parte do cartel.

 

De acordo com a Polícia Federal, essa empresa pagou R$60 milhões em propinas a ex-diretores e ex-gerentes da Petrobrás, entre 2008 e 2013, sendo cerca de R$9,5 milhões apenas para um ex-diretor, que continuou as parcelas da propina mesmo depois de ter deixado o quadro da estatal, em 2012.

 

Ainda segundo a Polícia Federal, para dar aparência de legalidade ao pagamento das propinas, a empresa repassava valores aos funcionários da Petrobrás através de companhias com sedes fora do Brasil, que forjavam contratos fraudulentos para prestação de serviços de assessoria ou consultoria.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique