MPF investiga relação de ex-presidente do Paraguai com doleiro Dário Messer

03:32 Justiça, Notícias 19/11/2019 - 19h54 Rio de Janeiro Embed

Tâmara Freire

O ex-presidente do Paraguai Horácio Cartes tinha uma relação estreita com o doleiro Dário Messer que chegou a enviar US$ 500 mil para que ele pudesse  pagar seus advogados, de acordo com o Ministério Público Federal (MPF).

 

O dinheiro foi pedido por Messer em uma carta escrita de próprio punho e entregue por meio de emissários. Por causa do seu envolvimento com Messer, Cartes teve sua prisão decretada pela Justiça brasileira e está sendo buscado no exterior.

 

Ainda de acordo com a denúncia, Cartes era um dos integrantes poderosos do braço paraguaio do esquema de Messer, conhecido como 'o doleiro dos doleiros' porque movimentou mais de US$ 1,5 bilhão em esquemas de lavagem de dinheiro, sonegação de impostos e evasão de dividas.

 

Messer teve sua prisão decretada em maio do ano passado e fugiu para o Paraguai e só foi preso em julho deste ano. De acordo com a procuradora Marisa Ferrari, no Paraguai ele contou com a proteção de Cartes e de empresários para conseguir se esconder e ocultar seu patrimônio.

 

A investigação identificou cerca de US$ 20 milhões ocultados nas Bahamas e distribuídos entre diversos participantes do esquema, no Paraguai. Alguns empresários também têm ligação conhecida com o contrabando de cigarros para o Brasil e com o tráfico de drogas e de armas.

 

A investigação também encontrou provas de um pagamento a autoridades paraguaias para negar o pedido de extradição de Messer, feito pela Justiça brasileira. A negociação teria sido intermediada por uma advogada paraguaia que também teve a prisão decretada.

 

Ao todo, a Justiça emitiu 20 mandados de prisão temporária e preventiva, além de 18 de busca e apreensão. Onze pessoas foram presas na manhã desta terça-feira (19) e as outras nove estão sendo buscadas fora do Brasil, incluindo o ex-presidente paraguaio.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique