Acre proíbe uso de canudos descartáveis em estabelecimentos comerciais

01:59 Meio Ambiente, Notícias 08/11/2019 - 16h18 Brasília Embed

Renata Martins

O governador do Acre, Gladson Cameli, sancionou lei que proíbe a distribuição e venda de canudos descartáveis em restaurantes, bares, lanchonetes, quiosques e estabelecimentos similares do estado.


A proibição não se aplica a canudos de papel ou de material biodegradável.  Canudos reutilizáveis, como os feitos de inox, também são permitidos.


A Lei é de autoria do deputado estadual Jenilson Leite, do PCdoB. Para o parlamentar, os canudos de plástico demoram cerca de mil anos na natureza para serem completamente deteriorados e que o utensílio pode facilmente ser substituído por outros materiais biodegradáveis.


Os estabelecimentos comerciais que descumprirem a lei estarão sujeitos à multa.


O presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviço e Agrícola do Acre, Celestino Oliveira, afirma que os empresários foram pegos de surpresa.


“Antes de mais nada tem que ouvir primeiro os interessados. Quais os segmentos que produzem? Quais são as alternativas? Aí vamos dar um tempo para fazer a mudança. Mas do que jeito que foi feito fica difícil de se adaptar. Imagina uma indústria que está produzindo isso hoje. Ela não transforma isso da noite para o dia, tem que ter um estudo de viabilidade. Com isso, acaba prejudicando a economia”.


São Paulo e o Distrito Federal já têm leis similares, mas, nos dois casos, as empresas tiveram um prazo de 180 dias para se adaptarem à nova regra.


No Acre, a lei entrou em vigor nessa quinta-feira. No entanto, o governo do stado afirmou que a fiscalização só começa após a regulamentação – que ainda não tem prazo para acontecer.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique