Futuro da educação foi um dos temas em debate na Campus Party neste sexta

01:51 Pesquisa e Inovação, Notícias 16/06/2017 - 17h43 Brasília Embed

Victor Ribeiro

Na área da Campus Party aberta à visitação pública, aquela que não precisa de ingresso para entrar, estão montados alguns standes das chamadas startups. São as novas empresas de tecnologia. Ao longo de toda a sexta-feira, os expositores escolhidos tratam de temas ligados à educação e às técnicas de aprendizagem.

 

Na área principal, o dia começou com uma palestra sobre o papel dos pais no futuro da educação. Depois, as discussões foram sobre inovação tecnológica e desenvolvimento, e como a inteligência artificial pode ajudar a melhorar nossas vidas.

 

A consultora Denise Bezerra é uma das responsáveis pela plataforma Educação Livre, lançada nesta semana. E explica como funciona esse novo modelo de ensino.

 

Qualquer pessoa pode acessar, gratuitamente, o conteúdo da plataforma pela internet, seja para estudar, para dar aulas ou para oferecer vagas de emprego focadas nas áreas de formação oferecidas pelo portal. O endereço é www.edulivre.org.br

 

A plataforma funciona em parceria com a Unesco, o Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Sesi. A empresa até oferece certificação a quem completa os cursos de formação, mas não vale como certificado de curso técnico ou de conclusão de ensino médio. Nesses casos, o jeito é procurar mesmo a educação tradicional.