Estudo aponta altos níveis de mercúrio no sangue de moradores de Santarém

01:30 Pesquisa e Inovação, Notícias 27/08/2017 - 17h42 Brasília Embed

Marcia Wonghon

Pesquisadores da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) identificaram, em estudo, altos níveis de mercúrio no sangue de moradores de Santarém, que têm hábito de consumir de peixes. A suspeita é que os peixes da região estejam contaminados pela substância, por conta de desmatamentos, queimadas e construção de usinas hidrelétricas.

 

A bióloga Heloísa, de Moura Meneses, responsável pelo estudo com 144 pessoas, residentes na zona urbana, explica qual a maior preocupação no momento.

 

A pesquisadora destacou que, por ser um metal pesado, o mercúrio provoca efeitos danosos no sistema nervoso central, fígado, rins, nos sistemas cardiovascular, gastrointestinal e imunológico.

 

A OMS, Organização Mundial de Saúde, considera exposto o indivíduo que apresenta níveis acima de 10 microgramas de mercúrio por litro de sangue. No estudo, cerca de 65% dos participantes apresentaram níveis de mercúrio acima do padrão estabelecido.