Sistema integrado vai monitorar cheias de rios na Amazônia

01:48 Pesquisa e Inovação, Notícias 29/08/2017 - 13h04 Brasília Embed

Danyele Soares

A partir de agora, moradores e autoridades da Região Amazônica poderão se prevenir de enchentes. Foi lançado nesta terça-feira o Sistema Integrado de Monitoramento e Alerta Hidrometeorológico da Amazônia, o SIPAMhidro. Também é possível saber sobre secas, erosão, desmoronamento de margens e tempestades.

 

A iniciativa vai monitorar rios que compõe as bacias hidrográficas da região e permitir, por exemplo, que moradores, agricultores e autoridades tomem decisões com antecedência de até 12 horas com base no alerta.

 

O sistema é resultado de uma parceria entre os Ministérios da Defesa e da Integração Nacional. De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, prever enchentes é fundamental em uma região onde as cidades dependem dos rios e o meio de transporte, muitas vezes, é o barco.

 

De acordo com o ministro da Integração, Helder Barbalho, a intenção do governo é expandir o sistema para todo o Brasil.

 

De acordo com o Ministério da Defesa, o Sistema de Monitoramento de enchentes custou aos cofres públicos R$ 250 mil. Para saber mais sobre a ferramenta, basta acessar: sipam (com “s”).gov.br.

 

* Matéria atualizada às 15h55 para acréscimo de ilnformações e inserção de sonora.