Justiça de Ariquemes usa WhatsApp para resolver conflito trabalhista

01:29 Pesquisa e Inovação, Notícias 13/03/2018 - 12h15 Brasília Embed

Maíra Heinen

Acordo judicial por aplicativo de celular. Assim terminou uma ação na Justiça do Trabalho, no município de Ariquemes (RO) movida por profissionais da educação.


O conflito trabalhista começou em 1997 quando foram ajuizadas 16 ações contra o Centro de Ensino Kepler Ltda. De lá para cá, ocorreram diversas audiências na tentativa de resolver o embate, que foi parcialmente resolvido.


Pelo celular, as tratativas duraram cerca de 30 dias, com a participação dos professores, advogados e a juíza titular da 1ª Vara do Trabalho do município, Cândida Xavier. Além da transparência no processo, a magistrada aponta outras vantagens.


A conciliação ocorreu em uma ação de execução que se processa desde 2003. Até 31 de março de 2014, data da última atualização do crédito trabalhista, a dívida totalizava mais de R$ 570 mil.


O valor devido pela escola será pago em 13 parcelas. A primeira parcela, no valor de R$ 15 mil, foi paga nessa segunda-feira (12), na conta do escritório de advocacia.