Fiocruz revela que Zika foi importado do Haiti

02:54 Pesquisa e Inovação, Notícias 13/08/2018 - 10h03 Brasília Embed

Sumaia Vilela

Como o vírus da zika chegou ao Brasil? Você já deve ter ouvido falar que foi durante a Copa do Mundo. Também existia a suspeita de que tivesse aparecido por aqui durante um Campeonato Mundial de Canoagem.


Os dois eventos foram realizados em 2014, um ano antes da primeira confirmação de zika no país.


Pois esqueça essas teorias. Pesquisadores da Fiocruz, a Fundação Oswaldo Cruz, da sede de Pernambuco, conseguiram traçar a rota de entrada do vírus no Brasil. Eles mapearam o DNA do Zika encontrado aqui e compararam com mais de 4 mil DNAs de amostras colhidas em diversas partes do mundo.


Com a ajuda de análises computadorizadas, descobriram que ele veio da América Central, mais precisamente de um país específico, o Haiti, como revela o coordenador da pesquisa, Lindomar Pena.


O Haiti contou com a presença de militares brasileiros, na Missão de Paz da ONU, por mais de 13 anos. O fluxo de equipes indo e voltando do país foi intenso.


Essa é uma das teses de como o vírus viajou de lá para cá, segundo Lindomar Pena.


A pesquisa da Fiocruz também confirmou a ligação dos vírus brasileiros da Chikungunya e da dengue com os do Haiti.


Outra hipótese da rota de transmissão é a migração de haitianos depois do terremoto que devastou o país, em 2010.


De acordo com o coordenador do estudo, a descoberta é importante para fortalecer ações de detecção precoce e vigilância epidemiológica nas fronteiras, portos e aeroportos.


Outra conclusão do estudo é que existiram múltiplas introduções do Zika no Brasil e não um único paciente que trouxe a doença para o país.


A pesquisa foi financiada pela Facepe, Fundação de Amparo à Ciencia e Tecnologia do Estado de Pernambuco. Os resultados foram publicados em revista internacional especializada.