Esqueleto de baleia encontrada no Arquipélago do Bailique será montado e exposto em museu

01:27 Pesquisa e Inovação, Notícias 27/01/2019 - 09h48 Brasília Embed

Bianca Paiva

Já está no Iepa, Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá, a ossada da baleia jubarte encontrada morta no dia 15 de dezembro na Ilha Vitória, no Arquipélago do Bailique. Os restos mortais ainda estão em decomposição porque ainda há gordura nos ossos.

 

Depois desse processo, a equipe da instituição vai fazer uma limpeza para então montar a ossada e colocá-la em exposição no museu Sacaca.

 

O tamanho estimado da baleia jubarte é de 12 metros de comprimento e um peso entre 25 e 30 toneladas. É o primeiro encalhe dessa espécie registrado no estado. Ainda não se sabe o que provocou o encalhe e as circunstâncias da morte.

 

O Iepa informou que espera captar recursos no valor de R$ 120 mil para que o esqueleto seja montado. Segundo o instituto, no país, existem somente quatro esqueletos de jubarte montados, que estão nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia e Rio de Janeiro.

 

Uma força-tarefa foi criada para levar a ossada do arquipélago até Macapá. Participaram da ação diversos órgãos como Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Estado de Transportes e ainda moradores da região onde o animal foi encontrado.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique