Cais do Valongo recebe investimento para se tornar museu a céu aberto

02:23 Pesquisa e Inovação, Notícias 18/09/2019 - 16h08 Rio de Janeiro Embed

Carol Barreto

Declarado patrimônio da humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), o Cais do Valongo iniciou a segunda fase do projeto de revitalização.

 

O local receberá um investimento da ordem de R$2,1 milhões da empresa chinesa State Grid Brazil Holding para a realização de um conjunto de intervenções arquitetônicas detalhadas por Ricardo Piquet, diretor-presidente do IDG (Instituto de Desenvolvimento e Gestão), organização que realiza as ações de conservação e consolidação do sítio arqueológico do Cais do Valongo.

 

Piquet explica que o IDG já possui também um projeto de caráter educacional para o espaço. 

 

O Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) vai supervisionar a realização das obras do Cais do Valongo, que têm previsão de término para julho de 2020.

 

O Cais do Valongo foi considerado patrimônio mundial da Unesco em 2017, por ser o único vestígio material do desembarque de cerca de um milhão de africanos escravizados nas Américas. 

 

Esta é a segunda grande intervenção no local desde a obtenção do título e tem, entre outros objetivos, a missão de difundir o valor histórico do local.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique