Brasil aumenta a capacidade de produção de urânio enriquecido

02:09 Pesquisa e Inovação, Notícias 29/11/2019 - 09h04 Brasília Embed

Apresentação de América Melo

Nesta sexta-feira, (29), as Indústrias Nucleares do Brasil vão dar mais um passo rumo à ampliação da capacidade de enriquecimento de urânio no Brasil.

 

Com a inauguração da 8ª cascata de ultracentrífugas, na Fábrica de Combustível Nuclear, a empresa vai aumentar em 20% a produção de urânio enriquecido no país, sendo possível produzir 60% do necessário para abastecer a Usina Nuclear de Angra 1.

 

Com o aumento da produção, o Brasil terá uma economia de R$6 milhões em divisas somados aos R$36 milhões economizados por ano com a atual produção de urânio.

 

A cada avanço na ampliação da Usina de Enriquecimento de Urânio, as Indústria Nucleares do Brasil reduzem a necessidade de comprar urânio enriquecido no exterior para a produção de combustível para as usinas nucleares nacionais.

 

Fundada em 1988, as Indústrias Nucleares do Brasil incorporaram as empresas que faziam parte da Nuclebrás, criada para cumprir o Acordo Nuclear Brasil - Alemanha.

 

Com o objetivo de concentrar todo o ciclo de produção do combustível nuclear, desde a mineração até a montagem e entrega do elemento combustível, a empresa foi idealizada para impulsionar a produção da energia nuclear no país.

 

A inauguração faz parte da primeira fase da implantação da Usina de Enriquecimento Isotópico de Urânio, um projeto em parceria com a Marinha do Brasil, que visa a instalação de 10 cascatas ultracentrífugas.

 

Previsto para ser concluído em 2021, ao final, o projeto atenderá 80% da demanda de Usina Nuclear de Angra 1.

 

A nona cascata está com parte da estrutura pronta, aguardando instalação da ultracentrífuga pela Marinha.

 

A previsão é que seja inaugurada no final de 2020.

 

O Brasil faz parte de um seleto grupo de 12 países reconhecidos internacionalmente pelo setor nuclear como detentores de instalações para enriquecimento de urânio com diferentes capacidades industriais de produção.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique