Estruturas públicas darão lugar a Centro Tecnológico, em São Paulo

02:17 Pesquisa e Inovação, Notícias 07/11/2019 - 23h05 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

O governo de São Paulo vai desativar o Centro de Detenção Provisória de Pinheiros e a Ceagesp, a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo, estatal do governo federal.

 

As duas estruturas públicas, que ficam na zona oeste da capital paulista, devem dar lugar a um Polo de Desenvolvimento Tecnológico, da chamada Indústria 4.0, empresas de tecnologia que englobam tecnologias de automatização e robótica, sistematização de dados e internet das coisas.

 

O projeto, que foi batizado como CITI, Centro Internacional de Tecnologia e Inovação, vai ser feito em parceria com o governo federal e segundo o cronograma apresentado nessa quinta-feira, será dividido em quatro etapas.

 

Na primeira, as chamadas startups, empresas desenvolvedoras de tecnologia vão ocupar a estrutura do IPT, o Instituto de Pesquisa Tecnologica do governo de São Paulo, que também fica na zona oeste da cidade. A promessa é de que em abril do ano que vem as empresas já comecem a funcionar na estrutura pública.

 

A primeira empresa beneficiada vai ser ser a maior do setor de saúde animal do país. Mas, para  Carlos da Costa, Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministerio da Economia, o foco são as micro e pequenas empresas.

 

Na segunda etapa, o governo do estado deve destinar outros 86 mil m2 em imóveis, para a iniciativa privada desenvolver negócios.

 

Já o Cadeião de Pinheiros, como é conhecido o Centro de Detenção Provisoria, e o Ceagesp, vão ser incorporados na terceira e quarta etapas do projeto. A previsão é de que isso aconteça em até seis anos.

 

Recursos da Finep e do BNDES vão ser destinados para o financiamento do setor.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique