Rollemberg anuncia medidas para aumentar arrecadação do DF

03:40 Política, Notícias 27/01/2015 - 15h04 Brasília Embed

Katiana Rabelo

Para tentar aumentar o caixa e pagar as dívidas do Distrito Federal, o governador Rodrigo Rollemberg anunciou um pacote de medidas chamado de Pacto por Brasília. Rollemberg explica que são ações de corte de despesas e aumento de arrecadação.

 

SONORA

 

São 21 medidas de contenção de gastos e aumento de arrecadação propostas pela equipe de governança. Aquelas que podem impactar diretamente no bolso da população vão ser enviadas à Câmara Legislativa e dependem de aprovação dos deputados distritais.

 

Agora, para 2015, o governo quer acabar com a isenção do IPVA para os veículos zero quilômetro. Para que a medida entre em vigor, a presidenta da Câmara Legislativa, Celina Leão, diz que há até mesmo a possibilidade de convocar os parlamentares antes do fim das férias.

 

SONORA

 

E para o ano que vem, a proposta do governo é aumentar o valor do IPVA de 3% para 3,5% para carros. O imposto das motos pode subir de 2% para 2,5%.


Também há possibilidade de reajuste do ICMS para combustíveis, com diminuição da alíquota de etanol de 25% para 19%.

 

Mas o ICMS para gasolina e diesel vai aumentar, de 25% para 28% na gasolina e de 12% para 15% do diesel.


O ICMS também pode aumentar para a telefonia.


Na contramão dos aumentos, o GDF quer diminuir o ICMS dos medicamentos genéricos e de alimentos da cesta básica.


Os impostos sobre imóveis também devem sofrer mudanças com atualização do valor dos imóveis para cálculo do IPTU, utilização de alíquota progressiva do ITBI, conforme valor do imóvel comercializado, e pagamento da Taxa de Limpeza variando com a área construída e a destinação do local.


Para cortar as despesas da máquina pública, algumas das medidas que devem ser adotadas pelo GDF são a diminuição de 60% dos cargos comissionados, renegociação das dívidas com fornecedores e o corte de gastos com viagens e carros oficiais.


O secretário adjunto de Fazenda, Pedro Meneguetti, afirma que essas são medidas de justiça fiscal. O corte de despesas será suficiente para equilibrar as contas do governo do Distrito Federal.


SONORA PEDRO MENEGUETTI

 

Para este ano, o GDF espera que o Pacto por Brasília aumente a receita em 400 milhões de reais. Para o próximo ano, a expectativa é de que o aumento seja duas vezes maior.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique