Catadores do Rio querem política ambiental inclusiva

02:09 Política, Notícias 04/05/2015 - 18h01 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), dos Lixos ouviu nesta segunda-feira (4) associações e cooperativas de catadores de lixo. O objetivo da audiência na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), foi conhecer as condições de trabalho das pessoas que atuam em aterros sanitários.

 

Integrante da Comissão, o deputado Julianelli, do Psol, afirmou que o compromisso da CPI é trabalhar para a criação de uma legislação que valorize os catadores do estado.

 

O representante do Movimento Nacional dos Catadores, Alexandre Freitas Mariano, ressalta a importância de se criar uma política ambiental inclusiva.

 

Alexandre destacou a necessidade de se pensar em um programa municipal de coleta seletiva e na construção de uma cooperativa para os trabalhadores antes de se desativar um aterro sanitário. Ele defendeu, ainda, uma reunião entre os trabalhadores e as prefeituras e secretarias municipais para direcionar os problemas ocasionados com fechamento de um lixão.

 

A CPI dos Lixos, criada em março deste ano, apura a situação dos lixões e aterros sanitários de todo o estado.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique