Relatora de CPI conclui que há matança de jovens negros

02:43 Política, Notícias 12/05/2015 - 21h39 Brasília Embed

Karol Assunção

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Violência Contra a Juventude Negra e Pobre ouviu, nessa terça-feira (12), o professor e militante pela igualdade racial, Edson Cardoso. Ele destacou que é preciso discutir as causas mais profundas dos assassinatos de jovens negros no Brasil, que vai além da questão de segurança pública.

 

A relatora da CPI, deputada Rosângela Gomes (PRB-RJ), apontou que a Comissão já possui dados que indicam uma matança.

 

O presidente da mesa, deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), lembrou que é importante escutar acadêmicos e também movimentos sociais e familiares das vítimas.

 

A Comissão está realizando audiências em regiões com alto índice de violência. No início desta semana, integrantes da CPI estiveram na Bahia para ouvir depoimentos de familiares de jovens negros assassinados. Antes, foi ao Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro. E ainda estão agendadas visitas em Alagoas e São Paulo. Espírito Santo, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco e Pará devem receber a Comissão em junho.