Presidente do STF diz que "golpe" é expressão do mundo político

02:22 Política, Notícias 29/03/2016 - 07h30 Brasília Embed

Kariane Costa

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso disse que a Corte vai acatar seja qual for a decisão do Congresso Nacional sobre o processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff.


A afirmação foi feita nessa segunda-feira (28), no STF, durante reunião aberta à imprensa com membros da Comissão Especial do Impeachment da Câmara Federal.


Com a presença do presidente da comissão, Rogério Rosso (PSD), deputados foram o Supremo, no que chamaram de uma visita institucional, para deixar claro que estão seguindo o rito aprovado pelo STF.


Os parlamentares também se reuniram com o presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski. Ele afirmou que golpe é uma expressão que pertence ao mundo da política.


O deputado Rogério Rosso elogiou a postura do ministro e disse que a comissão especial vai cumprir a Constituição.


Em nota divulgada após o encontro, Ricardo Lewandowski informou que considerou criminosas as ameaças contra ministros da Corte.


Na última semana, o ministro Teori Zavascki foi alvo de ameaças depois que transferiu para a Corte as investigações contra o ex-presidente Lula, que estavam com o Juiz Sérgio Moro, na primeira instância de Curitiba (PR).


No documento, Lewandowski informa que enviou ofícios para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot; ao ministro da Justiça, Eugênio Aragão; ao advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, e ao diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, para que sejam tomadas medidas para evitar ameaças contra ministros do Supremo.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.