Sessão do impeachment no Senado começa às 9 horas nesta quarta

03:19 Política, Notícias 10/05/2016 - 19h56 Brasília Embed

Lucas Pordeus Leon

A sessão do Senado para analisar a abertura do impeachment de Dilma Rousseff começa as 9 horas desta quarta-feira (11). Um intervalo ao meio dia e outro às 18 horas vão interromper a discussão, que volta para a fase final às 19 horas.

 

O presidente do Senado, Renan Calheiros, quer terminar a votação sem precisar convocar nova sessão para a quinta-feira (12).

 

Já se inscreveram para falar em plenário 65 dos 81 senadores. Cada parlamentar vai ter até 15 minutos de fala. Também vão poder falar o relator do impeachment, o senador Antônio Anastasia, do PSDB, que vai pedir a abertura do processo e o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, que vai fazer a defesa de Dilma Rousseff.

 

Só com a fala dos inscritos já são quase 17 horas de sessão. Dilma Rousseff é acusada de crime de responsabilidade por supostamente violar a lei orçamentária.

 

O líder do governo na Casa, Humberto Costa, do PT, não acredita mais que pode evitar a abertura do impeachment, mas mantém a esperança de reverter a decisão no julgamento do mérito, quando são necessários dois terços dos votos. Ele defendeu que Dilma não cometeu crime de responsabilidade.

 

Muitos senadores já adiantaram o voto. A senadora do PP, Ana Mélia, defende que os supostos crimes orçamentários cometidos por Dilma são responsáveis pela crise econômica.

 

O senador do Democratas, Ronaldo Caiado, defendeu o impeachment pelo conjunto da obra do governo federal.

 

Já o senador Randolfe Rodrigues, do partido Rede, defende novas eleições, mas disse que vai votar contra o impeachment por entender que um governo Michel Temer seria pior.

 

Se a metade do plenário mais um senador votar a favor do parecer, o impeachment será aberto. Com isso, a presidenta Dilma Rousseff será afastada do cargo por até 180 dias enquanto o Senado julga o mérito da acusação. O vice-presidente, Michel Temer, então, assume a Presidência da República.

 

* Matéria foi complementada às 23h20.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique