Governo e sindicatos retomam debate sobre reforma da Previdência na segunda-feira

01:36 Política, Notícias 10/06/2016 - 16h47 Brasília, DF Embed

Priscila Rangel

As centrais sindicais defendem que seja feito acordo de leniência com empresas que tenham gestores presos para que voltem a movimentar a economia e gerar empregos.

 

A declaração foi feita pelo presidente da Força Sindical, deputado federal Paulo Pereira, o Paulinho da Força (SD-SP), após almoço com o presidente interino Michel Temer e mais 80 dirigentes sindicais no Palácio do Jaburu, em Brasília.

 

Paulinho da Força defendeu a reedição de uma medida provisória sobre as regras de leniência - quando as empresas colaboram com investigações - o que, segundo ele, poderia impulsionar a construção civil. Propôs também a renovação de frota no setor automobilístico.

 

Sobre a reforma da Previdência, Paulinho explicou que o governo defende a idade mínima para a aposentadoria mas as centrais não aceitam a ideia. Segunda-feira (13), haverá nova reunião do grupo de trabalho que trata do assunto.

 

*Áudio atualizado às 20h59 para complementação de informações

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique